Venezuela reduz pela metade índice de pobreza e cumpre meta da ONU

ImagemUm relatório da FAO (Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura, na sigla em inglês) revela que a Venezuela atingiu uma das metas do milênio estabelecidas pela organização e reduziu em 50% a proporção de pessoas em pobreza extrema.

De acordo como o estudo, publicado em outubro, o prazo para que o país conseguisse atingir essa marca era o ano de 2015. Intitulado SOFI (Estado da insegurança alimentar no mundo 2012, em sua sigla em inglês), ele constata que, no período entre 1990 e 1992, a porcentagem de pessoas subnutridas em relação à população total era de 13,5% na Venezuela. Em 2012, essa porcentagem revelou-se inferior a 5%.

Para o embaixador da Venezuela no Brasil, Maximilien Arvelaiz, esses objetivos foram alcançados graças à aplicação de políticas sociais em prol dos setores mais excluídos do país. Ele classifica os resultados como produto direto da vontade política do governo em universalizar direitos humanos básicos. “Essa conquista é um dos principais resultados da implantação das Missões Sociais e projetos agrícolas sustentáveis levados a cabo pelo governo bolivariano na área de alimentação, agricultura e erradicação da fome”, afirmou o embaixador.

Já para a representante da Venezuela no organismo das Nações Unidas, Gladys Francisca Durán, “o reconhecimento internacional das metas cumpridas pela Venezuela e outros países da região evidencia a eficácia do marco de políticas nacionais e regionais, implementado pelos governos para a eliminação da desigualdade socioeconômica e a realização da justiça social”.

Em 2000, os 198 países membros da Organização Nações Unidas concordaram em cumprir oito linhas de desenvolvimento nas áreas de alimentação, educação, saúde, igualdade de gênero e meio ambiente. Conhecidas como Objetivos do Milênio, o prazo máximo para suas concretizações é 2015. Doze anos após o estabelecimento desses objetivos e metas para liberar a humanidade da pobreza extrema, da fome, do analfabetismo e de doenças sanitárias, a Venezuela tornou-se um dos primeiros países a atingir vários desses objetivos.  Em 2005, a Venezuela foi considerada pela ONU um território livre do analfabetismo.

Agradecemos o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s