Sociedade: O futuro do mundo nas mãos do menor infrator!

O envolvimento dos menores na criminalidade é cada vez maior, inclusive com participações em assassinatos bárbaros. Tal situação vem preocupando toda população brasileira, que se mobiliza e cobra das autoridades iniciativas visando mudar este quadro. Finalmente de quem é a responsabilidade por estes jovens entrarem no mundo do crime?

Há quem diga que seja culpa dos pais, políticos ou revolta pelo preconceito das pessoas com seus grupos. Na visão de vários psicólogos, o fato de os pais apresentarem baixa renda e passarem grande parte do dia longe de seus filhos pode contribuir para que sejam “adotados” pelo crime, inclusive com finalidade de serem usados como uma espécie de “escudo” para maiores escaparem das punições. De acordo com pesquisa feita pela Promotoria de Justiça da Infância e da Juventude da cidade de São Paulo, com 2.934 menores infratores nos meses de junho e julho de 1998, a fim de traçar um perfil do menor infrator, tendo por base desde a direção de veículos sem habilitação até atos graves, foram obtidos os seguintes dados: a maioria dos infratores é do sexo masculino, na faixa etária de 16 e 17 anos (especialmente nos casos de tráfico, homicídio e roubo), de raça branca e residente em casa própria; a metade deles era estudante, sendo que 30% são usuários de drogas.

O relacionamento com o filho adolescente faz parte de todo um processo que se inicia já nos primeiros anos de vida e que, geralmente, predomina no futuro. Evidentemente, a adolescência é uma fase complexa, na medida em que ocorrem inúmeras transformações biopsíquicas somadas à crescente necessidade de auto-afirmação e independência em que o adolescente busca expandir seus limites e rechaçar o controle dos pais sobre si. Naturalmente, se o adolescente foi acostumado a ter todos os desejos satisfeitos e não aprendeu a suportar frustrações, será muito difícil aceitar qualquer tipo de controle.

Da infância até a adolescência, as pessoas interiorizam noções de bom e mau, certo e errado, justiça, obrigações, direitos e deveres, aperfeiçoando a capacidade de fazer julgamentos morais a respeito dos próprios atos e dos atos dos demais. Todavia, durante o processo de desenvolvimento moral, é normal que ocorram confusões, por exemplo, brigar pode ser condenável para os pais, todavia, não brigar pode ser covardia para a turma de colegas. Portanto, os padrões morais aprendidos sem discussão durante a infância passam a ser questionados na adolescência, especialmente quando se chocam com os padrões da “turma” que, por sua vez, passa a ter grande importância na vida do adolescente.
Outro fator de grande influência na formação do adolescente é a incongruência entre os direitos propagados pela família e aqueles vivenciados na realidade, ou seja, pais que exigem respeito, compreensão e amor dos seus filhos e oferecem um tratamento oposto, ou, ainda, pais que insistem em demonstrar que a sua própria convivência conjugal é permeada por tais valores, cujo relacionamento cotidiano os nega.

Faz-se necessário entender que a aprendizagem não se dá apenas verbalmente, mas ocorre, especialmente, através de modelos de comportamento, ou seja, por exemplos reais. Essa incongruência entre a mensagem latente e a realidade vivida provoca uma perda de parâmetros para o adolescente. Tal realidade familiar, maquiada pela hipocrisia de belezas inexistentes e máscaras, tende a se projetar na realidade macro cósmica das relações sociais.

Soluções

Em relação á principal punição – as medidas sócio-educativas e as péssimas condições das casas de detenção contribuem ainda mais para que o menor dificilmente se recupere. Tais aspectos devem ser melhorados, mas uma melhor aprendizagem dentro das escolas e empregos que ofereçam salários razoáveis levaria á diminuição desse quadro. A certeza de que a aplicação das medidas levaria o menor infrator a não ficar impune ajudaria a diminuir os índices de participação dos jovens na violência.

O que o Brasil está fazendo para mudar esta situação? Você sabe? Então nos conte!

- Por H. Fernandes

About these ads

167 thoughts on “Sociedade: O futuro do mundo nas mãos do menor infrator!

  1. Esse e um problema nos dias atuais.De quem é a culpa?Cada um tem uma opinião diferente.Dizem que e culpa dos pais,do eca ,da mídia que mostra como modelo de vida a realidade em que poucos tem acessos.Até as escolas e os professores recebem credito nisso.E quem estar certo,na minha opinião todos,pois não existe só um culpado.Falo isso por que já fui jovem e me sentia abandonado pelo mundo.Tanto problemas psicológicos quanto financeiros tive que resolver praticamente só.Reconheço que a família pode ser um diferencial no resultado final dessa conta,
    porem pais despreparados acabam não dando conta do recado.Culpa deles ou da criação que receberam que talvez não tenha sido das melhores também.A pergunta é quem vai salvar essa juventude ou melhor quem vai nos salvar deles?Ta na hora de muita gente começar a mudar os próprios conceitos.E deixar de olharem só para o próprio umbigo.Pois marginais já foram crianças inocentes,mas o descaso do mundo foi tanto que eles viraram marginais.Então faça algo de bom por que esta a seu redor,para que amanhã ele não faça algo de mal a voce ou qualquer familiar seu.

  2. “Outro fator de grande influência na formação do adolescente é a incongruência entre os direitos propagados pela família e aqueles vivenciados na realidade, ou seja, pais que exigem respeito, compreensão e amor dos seus filhos e oferecem um tratamento oposto, ou, ainda, pais que insistem em demonstrar que a sua própria convivência conjugal é permeada por tais valores, cujo relacionamento cotidiano os nega.”
    As vezes querem passar uma ideia nem sempre verdadeira da realidade, veja esse parágrafo que existe no texto acima, quer passar a ideia de que os pais as vezes pregam uma coisa e faz outra, por isso o adolescente pode reagir de maneira contraria a falada pelos pais, pois não é a mesma vivida por eles, dizem uma coisa e vivem outra, isso não me parece real pois, quando se trata de trabalho, os pais “se matam” de trabalhar, esse exemplo real e verdadeiro os adolescente infratores não adotam como realidade pregada e vivida pelos pais , para que os mesmos o possam seguir, trabalhando e não cometendo atos infracionais, que eu prefiro chamar de delitos, crimes, pois para a vítima a consequência do crime é o mesmo, não interessa se o autor é menor ou maior. O menor com 16 anos pode votar para escolher o Presidente da República, mas não pode ser totalmente responsabilizado por seus atos criminosos. Isso é incentivo a criminalidade, temos que mudar tudo isso, começando por uma educação melhor, dos pais, dos jovens de hoje para que possamos ter um povo mais educado, respeitador do direito dos outros, pois o menor infrator existe na camada social de baixa renda mas também existe na classe media e ate na alta, só que não tanto divulgado. Mas uma coisa precisamos aprender, a punição tem que ser igual, para todos, menores ou maiores, ricos ou pobres..

  3. Realmente esta questão é muito complexa de ser abordada. Meu convívio é rotineiro com menores infratores, muitos deles já estão condenados pra sempre, por outros que conseguiram chegar à idade adulta cometendo os mesmos ilícitos. Todos nos infelizmente temos culpa uns diretamente outros indiretamente, mas o poder de mudar esta nas mãos de quem governa pelo seguinte fato: Muitos de nós dizemos que tudo começa na família, correto porem há famílias e não são poucas que já vem desgovernadas, desprovidas de qualquer valor moral e ético de longa data pais e mães sem qualquer direito e garantia fundamental respeitado, sem instrução nenhuma de conduzir a si próprio para um futuro digno quanto mais dirigir uma família. Estou falando com conhecimento de causa e não estou aqui para defender esses “menores infratores” , acompanho de perto essa realidade em todas as cidades é nítido ver que parte da população é direcionada para uma determida região onde a incidência de crimes fomenta a cada dia tornando aquele local um verdadeiro ralo, esgoto desculpe a expressão, como uma válvula de escape se um tomate podre estraga uma caixa toda imagina a caixa toda deteriorada. E não precisa muito minha gente, vamos investir e cobrar educação de qualidade nesse pais, está vendo a cada dia que passa só se falam em escolas particulares, que os pais têm que investir na educação dos filhos, muitos pais vivem pra isso, e na hora da faculdade o que vemos festas e cervejadas. Temos que rever nossos conceitos. China é exemplo. Bom exemplo tem que ser seguido. Enquanto o problema não chega até em nossas casas esta tudo muito bom porem convivemos com ele bem próximo.

  4. JANE MARIA MOTTA STRADIOTTI -MS
    PRECISAMOS MUDAR A SOCIEDADE
    PARA ISSO, DEVEMOS FAZER A NOSSA PARTE, CADA UM DENTRO DO SEU CONTEXTO
    O GOVERNO SOMOS NÓS.
    O POVO PRECISA SABER O QUE QUER, ONDE QUER CHEGAR….
    COBRAR MUDANÇAS,
    FAZER AS COISAS ACONTECEREM.
    NÓS SOMOS CONTRIBUINTES, TANTO FINANCEIRO COMO SOCIAL.
    CADA POVO TEM O GOVERNO QUE MERECE
    MERECEMOS UM PAÍS MELHOR, COM GENTE MELHOR, EDUCAÇÃO MELHOR….
    COM CERTEZA COM MAIS ESCOLAS, TEREMOS MENOS PUNIÇÃO….E UMA SOCIEDADE MAIS JUSTA PARA QUE POSSAMOS VIVER EM PAZ.

  5. Uma pergunta, os presidios, as casas de reabilitação mostraram eficiencia,
    teem recuperado os infratores sejam eles maior ou meno? Bom seria se as
    responsabilidades fossem distribuidas com pais e professores

  6. Realmente a criminalidade no Brasil chega a índices elevadíssimos, e infelizmente as grandes vítimas são menores, que são os principais personagens de seus próprios filmes.

  7. A eduacação vem de berço, porém nossos gonvernantes ao invés de contribuirem criando e orientando as familias por intermedio de metodologias bem elaboradas, muitas vezes dificultam deixando uma lacuna, que é a senssação de impunidade.

  8. Em nosso país as penas e as medidas sócio-educativas são muito brandas. Mas não é somente isso que contribui para o crescimento da criminalidade nesta faixa-etária. os pais são grandes responsáveis pela educação de seus filhos, são exemplos a serem seguidos pelos filhos.
    É como dizem as sábias palavras do médico psiquiatra Içami Tiba:
    “Pais que levam os filhos para a Igreja, não os buscam na cadeia.”
    Tenho um filho que ainda é criança, e vou pensar e refletir bastante nestas palavras, para não me arrepender no futuro.

  9. Isso ocorre devido a diversos fatores que deixa nossa sociedade cada vez mais insegura e aflita. As famílias desestruturadas abandonam as crianças que ficam a mercê deste mundo cão. Nossos governantes não estão nem um pouco preocupados com uma educação de qualidade, nossas crianças e jovens não tem nenhuma perspectiva de vida: falta trabalho saúde e educação de qualidade. E quem paga o pato, é esse povo sofrido que já luta todos os dias para poder sobreviver,e isso tem que sair dos politicos, havendo uma boa educação para os jovens…..

  10. PONTO DE VISTA:
    É EVIDENTE QUE A PRESENÇA DOS PAIS NO DESENVOLVIMENTO DO MENOR É FUNDAMENTAL . POIS OS PAIS SERVEM DE ESPELHA AOS FILHOS, LOGICAMENTE DEVE ACOMPANHAR AS CONDUTAS DOS FILHOS E CONSTANTEMENTE ALERTÁ-LOS PARA O LADO CORRETO DAS ATITUDES.

  11. nesse pa´s de tudo se ver,falecimento da família,direito e deveres(mas direito q deveres) … nada q não interesse,mas pornagrafia, violencia……isso caua alvoroço,midia….mas bem esta das crianças bulinadas(doentes,famintas,sem educação,abusadas por q devia ,mas proteje:pais e estado…)não importa,certo!

  12. TODOS DEVEMOS ASSUMIR A NOSSA PARCELA DE CULPA. PRIMEIRO DE TUDO, PRECISAMOS CONSCIENTIZAR DE QUE DEVEMOS COLOCAR PESSOAS NO SENADO E NA CÂMARA DE DEPUTADOS, QUE REALMENTE TENHAM INTERESSE EM MUDAR A REALIDADE ATUAL. A VERDADE É QUE NOSSOS PROFESSORES SÃO PESSIMAMENTE MAL PAGOS, NOSSOS POLICIAIS ALÉM DA FALTA DE EQUIPAMENTOS ESTÃO DESILUDIDOS E NÃO ACREDITAM MAIS NOS GOVERNANTES, O ESTATUDO DA CRIANÇA E ADOLESCENTE, SÓ TRAZ DIREITOS E NADA DE DEVERES PARA OS ADOLESCENTES. UMA BOA PARTE DOS PAIS, NÃO CONSEGUEM CONTROLAR OS PRÓPRIOS FILHOS. OS FILHOS POR SUA VEZ, CONFUNDEM LIBERDADE COM LIBERTINAGEM. QUE SAUDADES QUE EU TENHO DE ANTIGAMENTE, QUANDO UM PAI OU MÃE FALAVA E O FILHO IMEDIATAMENTE, OUVIA E OBEDECIA. ALGUMAS DÉCADAS ATRÁS, A CRIANÇA NÃO FICAVA O DIA TODO NA FRENTE DE UM COMPUTADOR EM SITES DE RELACIONAMENTO OU FUMANDO CRACK PELAS RUAS, PORQUE O PAI OU A MÃE PROCURAVA UM MEIO DE OCUPAR O TEMPO OCIOSO COM ALGO PRODUTIVO, OU SEJA, COLOCAVA O MENOR PARA TRABALHAR. NA VERDADE NOSSO BRASIL É UMA PIADA. ENQUANTO EXIGIMOS CURSO SUPERIOR, PARA PROFESSORES, POLICIAIS E TANTAS OUTRAS PROFISSÕES, DEIXAMOS DE EXIGIR QUE NOSSOS GOVERNANTES TAMBÉM O TENHAM. BASTA APENAS SABER LER E ESCREVER E PRONTO. VOCÊ PODE SE CANDIDATAR E SE FOR ELEITO PODERÁ ASSUMIR COMO DEPUTADO, VEREADOR E ETC. ESTE É O NOSSO BRASIL, COM SUA BELA DEMOCRACIA.

  13. O grande problema é que depois que foram criadas as leis para os adolescentes (eca), que são realmente muito boas, criminosos conhecedores dessas lei e sabendo que esses adolescentes não vão ser penalizado iguamente aos adultos, aprovitaram para recrutar adolescentes e até crianças para assumirem seus crimes, oferecendo um mundo que esses adolescentes, ainda não deveriam esperimentar, passando para a fase de sua vida que só esperimentaria anos depois, quando estiver adulto e trabalhando, não que criança (afazeres domesticos para conhecimento) e adolescente (aprendiz) filho de pobre não possa trabalhar, já que o filho do rico trabalha (ator mirim e juvenil, cantor e é preparado desde a infância para assumir grandes empresas) e não fica traumatizado, nem vira criminoso por isso. Portanto, deve-se criar leis muito mais rigorosas para adultos que se utilisam de crianças e adolescentes para praticar crimes.

  14. hoje,no mundo em que vivemos,está cada vez mais difícil cuidar e educar filhos,pois os direitos estáo maior do que os deveres não podemos nem falar mais alto com eles que está ferindo o seu ego.Pois esse é só um dos problemas pelo qual o adolescente entra cada vez mais cedo na criminalidade.

  15. Antes que o mai cresça corta lhe a cabeça. Aquestão do menor infrator está tão complicada como se desenrolar um novelo de barbante e jogá-lo ao chão, sem saber onde está a ponta da linha, vira uma confusão só. A omissão dos pais em educá-los, que é a base de tudo. De a omissão dos políticos em programas sociais. Os péssimos exemplos à questão da corrupção, tudo contribui para isso. Tem que mudar o jeito de fazer política neste país, corrupto vai para a prisão de verdade, começa por aí, o resto a gente corre atrás.

  16. Não tenho uma sugestão que possa garantir a regeneração ou a reitegração do adolescente infrator à sociedade, pois determinados mecanismos de ressocialização podem ser eficiente para alguns e para outros não. Acredito que o ideal seria impedir o ingresso destes adolescentes à prática de crime, utilizando de meios fundamentais como a estrutura familiar, a prática religiosa e a integração permanente à educação para o desenvolvimento intelectual e amadurecimeno do adolescente, uma tarefa nada fácil de toda sociedade. Contudo se a sociedade em geral falhar, pode não haver algo eficaz que reverta a situação, portanto é tão importante corrigir o que está errado quanto o que se tornará errado .

  17. Eu, acho que a familia está em primeiro lugar para educar as crianças, já que a educação começa em casa a chamada educação doméstica, mas o poder público tem que contribuir também com um planejamento de política social sério sempre deverá levar em conta a inserção dos jovens marginalizados na sociedade. Sargento MACEDO(PM-PI).

  18. Creio que a responsabilidade sobre a criação da criança e do adolescente, cabe tão somente aos pais. A familia é o alicerce de toda a base educacional do ser humano. É da familia que retiramos os exemplos que formam as bases do carater. Esta geração, por motivos vários, produziu filhos degenerados. A pobreza nao é desculpa para a desonestidade, falta de carater, desamor, desrespeito pela pessoa humana pelos animais, como estamos assistindo hoje em dia.Creio que mudanças virão, mas ainda tem que piorar bem mais, até que isso ocorra. A exemplo do caos que vivenciamos, fica evidente que a sociedade civil brasileira nao sabe lidar com a democracia, que foi duramente conquistada nos anos 60 a 74, quando por ela, tantos homens e mulheres deram suas vidas.

  19. Penso que é um conjunto de fatores. Entao, é necessário politica séria e evetiva ação no sentido de bem encaminhar o indivíduo desde a sua infância, no berço de cada família. Agora, qd, num cursinho de preparação para concurso de Delegado de Polícia, como já sou policial, questionei o professor sobre o papel da mãe. Aí ouvi o professor, Juiz da Infância e Juventude, Dr. Saraiva, dizer que para tudo se faz curso hoje em dia, até curso de noivos, mas para ser mãe a mulher em nada é preparada, a não ser pela natureza de ser mãe. Olha, já ouvi um jovem de 17 anos, familia classe média, conduzido pela BM, com visível estado de ter usado drogas, dizer: “Eu fumo e cheiro coca porque minha mãe é puta.” A grande maioria dos jovens em situação de violência são filhos de familias desestruturadas. ( É mãe que está ou foi à prostituição. Pais com histórico de marginalidade e ou vícios. O homem e a mulher deveriam ser concientizados desde a escola, primário, sobre a responsabilidade de ter um filho, um novo ser dotado de inteligência e sentimentos (amor e também ódio) e que, necessáriamente, terá vontade prórpia um dia.

  20. Enquanto isso tiver favorecendo alguem grande,não veremos nenhma ação efetiva.As organzações criminosas estão metida nisso?Acho que sim.Portanto seu jader,seu jerferson,seu sarnei,seu pita,que não aguentou,em fim seu color,pra resumir.Leia morcego negro que tu entenderas.So a educação nos salva,mas ai nós não votamos mais neles.eles serão bestas!

  21. olha eu acho,que cada um de nos temos que dar nossa parcela de contribuição para podermos termos nossos jovens fora da criminalidade…todos nos sabemos que
    nossos governadores não andam fazendo quase nada pra mudar essa realidade.
    mas não podemos esperar mudança dos outros se nos mesmo não fazemos nada a respeito.acho que todos nos temos o dever de ajudar na edudação e contribuição da sociedade.

  22. Na minha opinião a culpa não é dos pais e sim desses politicos corruptos e safados, que só vie de faze maracutaias no congresso nacional, pensando no próprio bem estar e que os outros se danem.

  23. Não podemos ficar crussificando um ou outro temos que entender que é culpa do Estado, pois é representado por pessoas da sociedade, e essas pessoas, são formadores de sociedade onde o Estado é pela norma jurídica o regulador destes fatos, se há evasão escolar por parte das criaças e o crime praticado por menores aumentou, essa deficiencia e das escolas, e se os pais não passam o tempo integral com seus filhos por estarem trabalhando, então o Estado representado pelo diretores de Escolas e os Delegados de Policia devem efatizar as ações junto ao minitério publico para que o futuro destas crianças não seja prejudicado, onde representaram o Estado no futuro proximo. Nessecita de criar uma associação entre escola, policia e ministério Público.

  24. Isso ocorre devido a diversos fatores que deixa nossa sociedade cada vez mais insegura e aflita. As famílias desestruturadas abandonam as crianças que ficam a mercê deste mundo cão. Nossos governantes não estão nem um pouco preocupados com uma educação de qualidade, nossas crianças e jovens não tem nenhuma perspectiva de vida: falta trabalho saúde e educação de qualidade. E quem paga o pato, é esse povo sofrido que já luta todos os dias para poder sobreviver.

  25. O texto acima é uma realidade nua e crua de nossos dias pois, retrata a falta de comprometimento dos pais com suas crianças e adolescentes no futuro. A educação começa dentro de casa se assim não for nossos jovens estão a beira de um abismo e prestes a serem empurrados dentro dele se os genitores não tomarem as providências que a eles é incubida,pelo nosso pai celestial, JESUS.

  26. muitas coisas,porem a criminalidade é como o mundo,estar em constante atualização.
    o jovem só entra na criminalidade por motivos basicos.
    1º quer sua propria liberdade,direito de comprar e usufluir das coisas com seu proprio dinheiro.
    e quem dá essa oportunidade facíl e rápido.o crime.
    2º quer estar ocupado com qualquer coisa,hoje oque estar mas proximo e de facil acesso como ocupação.a criminalidade.

  27. Acredito a família é muito importante para o meio em que o adolescente vive. A frustração é muito importante na vida de qualquer ser humana, até mesmo para o seu crescimento.

  28. Super Interessante, como nosso amigo comentou acima a midia tem forte influência em exaltar a criminalidade vemos todos os dias acontecimentos marcantes e aderimos a uma realidade mostrada a cada dia. As familias sem estrutura para educar os filhos problemas alheios como emprego, vicios também são causadores desse mau o pais retrata o que plantamos.

  29. O que o Brasil esta fazendo para mudar? Infelismente a nossa cultura ainda esta muito deturpada. Enquando a midia utiliza a polulaçcao como massa de manobra, influenciando e noticiando somente o que lhes interessa, com animo de obter vantagens e cada vez mais poder, a populçao se esquece da injustiça em que vivemos, da injustiça que nossos representantes publicos, que de publicos nada tem, pois vizam seus interesses particulares acima de tudo, sao esquecidos e continuam a nos fazer de tolos.
    O brasil seve começar a dar mais atenção ao carater de quem nos representa, pois somente o Estado tem o poder de mudar esta realidade triste. Quem vivencia a segurança publica, sabe que as tais medidas socioeducativas de nada funcionam. Agora que enquanto ficarmos de brços cruzados, discutindo se Bruno matou, se Nardone jogou, se Mercia foi assisinada, muitos crimes continuarao acontecendo, porem como não sao de pessoas importantes, ricas, a midia não divulga, ou apenas comenta. É muita injustica.

  30. gostei do texto, contudo, responsabilizar o governo e governantes e não assumir a responsabilidade que temos, fatalmente estaremos incorrendo no mesmo erro. Precisamos ir além do que já estamos fartos em saber.

  31. Há muito tempo a cabeça dos jovens vem sofrendo transformações, não atendendo aos avanços e inovações globalizadas dentro das regras sociais. Deixaram de ser orientados e olhados como crianças e passaram a ser olhados como um(voto) ou futuro (voto), fazendo assim sentirem-se independentes. Os seus representantes legais na maioria das vezes quando se deparam com os problemas dos seus dependentes, eximem-se das suas atibuições e culpam o sistema governamental e as leis. Não é bem por aí. O governo auxilia, as leis amparam e os pais educam. Não se espera uma educação e proteção melhor do que a educação familiar.

  32. O ECA preve que os pais devem se responsabilizar por seus filhos;mas quando não tem condições nem por si mesmos; os problemas acontecem, o problema é social.

  33. eu vou falar um pouco da experiência na minha área, já que sou agente penitenciário aquí em Pernambuco:
    _ o bandido hoje sabe muito dos seus direitos, ele é preso e praticamente já tem uma idéia de quanto tempo vai passar na cadeia, e se não sabe, os outros detentos vão lhe informar quanto vai pegar na pena mínima ou na máxima.E isto não é ruim, ruim é vc misturar o ladrão de galinha por exemplo, com o sequestrador ou assaltante de banco, porque este, vai ter um curso completo de criminologia com direito a mestrado.Em contra partida, as péssimas condições dos presídios,(salvo os federais, até o momento)dificultam a vida de alguns, mas, isto é ótimo para eles, literalmente, porque eu já soube por exemplo de celas que deveriam caber 6(seis) presos, nós contamos 36(trinta e seis) e soubemos que um detento que queria ficar só, pagava R$ 100,00 a cada preso, que chegava a um montante de R$ 3600,00 e quando nós contávamos os internos eles estavam lá e estes por sua vez aproveitavam a deixa das ong’s que através de manifestações conseguiram fazer com que os presos dormissem também nos corredores dos pavilhões. Isto é na minha opinião o que acontece aqui fora, quanto mais se apreende pasta de cocaina,maconha, armas etc. tudo é valorizado.

  34. Bela materia, que nos leva a uma reflexão bastante profunda: O que estamos fazendo com relação a tudo isso.

    As pessoas precisam primeiramente se preocupar com o seu próprio lar, em seguida com a vizinhança, depois com a sua rua, com o seu bairro e seguir numa linha, pois muitas vezes nos preocupamos com o problema do adolescnete infrator em determinadas cidades e esquecemos que esses adolescentes foram crianças como nossos filhos são hoje e, muitas vezes damos prioridades a coisas banais como festas, encontros com amigos e deixamos de aproveitar o pouco tempo que temos para ajudar os nossos filhos em suas tarefas escolares, brincar com ele de fazer um carrinho, etc. jestos que jamais eles esquecerão e passaram para o futuro, pois pequenos jestos são formas de carinho. Carinho não é apenas comprar o “melhor” presente. Muitas vezes, condenamos e generalizamos as ações dos adolescentes, porém esquecemos de fazer uma analise do seu passado, das oportunidades de ter pelo ao menos uma familia.
    Ao menor sinal de um problema com adolescentes, já pensamos em diminuir a maioridade penal de aplicar duras penas, mas esquecemos que as nossas instituições estão muito distante de encontrar soluções viaves para recuperar seja qual tipo for de pessoa, seja ela acima de 18 anos, acima de 16 ou acima de qualqer idade, prova disso são as nossas escolas, que estão distante de ter condição de formar um cidadão.
    Todavia, não devemos fechar os nos olhos para os Atos Infracionais cometidos por adolescentes. O que precisamos na realidade, são instituições que possam realmente aplicar as medidas socioeducativas e assistir de verdade os adolescentes em conflito com a Lei, os quais, mesmo depois de serem colocado no ambiente social, possam ter um acompanhamento, que lhes proporcione caminhos que não os levem de volta a cometer atos infracionais.

  35. O nosso pais é famoso por levar vantagem em tudo, talvez seja isso que faz COM QUE QUANTO MAIS DIFÍCIL A COISA, MAIS, ESTA TEM VALOR!!! As ONG`S vivem disto, e no nosso pais são mais de 320000( trezentos e vinte mil) que na maioria das vezes dizem que estão promovendo direitos humanos, em outras palavras, foram criadas para substituir a mão de obra do estado e seu vínculo impregatício.

  36. A maioria dos jovens envolvidos no crime e nas drogas convivem com o pai ou com a mãe. Os lares brasileiros estão divididos. É preciso que se estimule os bons costumes tais como: As crianças precisam aprender a pedir benção aos pais,orar e os adultos precisam fazer filhos com responsabilidade!

  37. A situação em relação aos adolescentes infratores tem se tornado um fator muito agravante, pois na maioria dos casos envolvendo-os sempre tem um pessoa de maior que articula todo o plano, porém não paticipa diredtamente da ação, jogando assim toda o ato ilicito pra cima do menor, isso porque ele sabe que a lei não será rigida pro menor, e se é que realmente essa lei rigída existe, então não resta dúvida que o código penal em relação ao menor infrator precisa passar por algumas mudanças.

  38. infelizmente falta educação, tanto na escola normal como em casa é preciso ensinar as crianças já nos primeiros anos de vida, ensinar o respeito, a dignidade humana,ter obrigações com os pais os mais velhos,respeitar limites, os pais também precisam dar o exemplo, para que os filhos tenham em quem se espelhar.

  39. Estamos a bordo de um carro desgovernado, no Brasil atual são raros os modelos de família. A droga, o sexo, a banalidade das coisas que significam padrões importantíssimos ao ser humano, tudo isso exposto e entregue a uma sociedade que ainda não está preparada, uma sociedade aculturada que não ler, não gosta de estudar e, diga-se de passagem, não estar respeitando nem o nosso Criador (Deus Jeová).

  40. Bem, penso que a sociedade tem uma parcela de culpa nisso, e muita. O ECA foi instituído por um presidente deposto ( Collor), e como tal deveria ser reavaliado, pois temos um estatuto incoerente com a sociedade atual, onde as crianças tem que estudar somente, mas nossas escolas públicas não oferecem um estudo condizente e eficaz, professores mal remunerados ficam alheios ao ensino e ficam a espera da aposentadoria, e há uma enorme inversão de valores em nosso meio, onde a cultura de que quem leva a vantagem está certo, em detrimento da vítima que é honesta.

  41. Eu acredito que uma solução a médio e longo prazo, seja a criação de escolas onde as crianças entrassem as 07:00 hs e saissem as 18:00, realizando o seu crescimento escolar, bem como adquirindo conhecimento para o mercado de trabalho, ou para ser um atleta. Dessa forma elas não ficariam a merce dos aliciadores para a pratica criminosa, uma vez que ao sairem da escola, já teriam a figura do seu pai, dentro de casa. E ao sairem com o ensino médio concluido, já teriam discernimento do que é certo e o errado. Somente assim é que podere-mos mudar este cenário tão violento, pois o custo que um Estado tem para manter uma pessoa presa, é muito mais caro que manter um aluno em uma instituição educacional em tempo integral.

  42. Infelizmente é uma situação muito complicada dos menores infratores, serem praticamente impune, porque já acompanhei pelos noticiários dos menores infratores de serem reincidente de tantos crimes e não estarem presos, acredito que eles tém a conciência para votar então os mesmos deverião ser responsabilizados com vigor pelos crimes que cometerem.

    SGT BM LEAL

  43. É, na minha opinião é preciso mais participação dos pais na educação dos filhos isso é primordial, é como esta em um ditado antigo, se os pais não ensinan, educam, o mundo o faz, precisamos fazer a nossa parte, dar educação a nossos filhos, dar exemplos, para que eles não busquem nas ruas.

  44. Felizmente o estatuto do menor e do adolescente veio para evitar abusos contra eles, mas tambem intimida muito os responsáveis (os pais) a corrigirem com moderação os seus filhos e isso xausa uma indenpendência falsa para os menores, uma falta de respeito muito grande com seus pais e com as pessoas mais velhas, ja ouvi pais reclamarem que so de dar um puxão de orelhas em seu filho, a criança diz que ira denunciar o seu pai que ele como criança ou adolescente não pode ser corrigido (apanhar com moderação) então isso juntamente com a falta de amor e de Jesus no coração influencia e muito para o aumento de criminalidade entre os menores de idade, mas infelizmente eu como cidadão nada estou fazendo para melhorar esta situação, Deus nos abençoe a todos, um abraço.

  45. Sempre ouvi que em sala de aula, existe muitas vezes, dois tipos de respostas que o aluno deve dar; quando indagado a respeito de assuntos diversos: a primeira resposta, pode ser aquela em que o aluno realmente expressa aquilo que acha que é correto responder e, a outra, é aquela em que o aluno tem que responder o que o professor gostaria de ouvir. Digo isso, porque meu comentário foi retirado da sessão de respostas, o qual não ofendia a ninguém e apenas apontava meu ponto de vista, de forma inteligente e realista. Que pena, que temos que responder a vcs, apenas o que vcs gostariam de ouvir!

  46. Mais importante que construir escolas, dar emprego aos pais dos menores infratores, melhorar o salário das polícias, aparelhar o aparato policial de tecnologias modernas contra os “atos infracionais” cometidos pelos menores em conflito com a lei, seria as pessoas que administram o dinheiro público, as pessoas que são pagas para legislar, as pessoas que fingem que tomam medidas para outros delitos não aconteçam, se tornem pessoas sérias, que NÃO se envolvam nos famosos crimes de colarinho “branco” – sujeira viva- pois entre os milhões de reais, é!!!!!!!!! milhões!!!!!!!!!! só desviam milhões, desviados do Inss, desviados da construção do tribunal do trabalho, sei lá, acho que foi do trabalho mesmo!!!!!!!!! lá em Sampa, para sustentar times de futebol, desviados dos fundos de pensões, desviados para compra de apartamentos de luxo em NY, desviados e mandados para uns tais de paraísos fiscais, no outro lado do mundo, é claro!!!!!!!!! São tantos os escândalos que não sobra sequer lugar para se comentar o caso do desvio da prova do ENEM, ocorrida nesta semana em que o Exame seria realizado dia 03 ou 04 de outubro de 2009. O que é gasto com esses desvios daria para dar condições e dignidade à pessoa humana aqui no brasil e de quebra mandar um pouco para os quatro continentes, onde que que outros cidadãos estejam precisando para reduzir a fome, o desemprego, o déficit educacional e acima de tudo o índice de natalidade, pois é e será um dos maiores inimigos do futuro.

  47. Tudo o que foi citado (programas sociais, etc), é muito belo, tem a sua importância, principalmente o asséio e o apóio familiar na formação do caráter do homem… Contudo, acredito piamente, que na Questão Menor, o que falta neste país, são Léis Sérias que realmente, transmitam a sensação de uma punição justa e a altura do delito praticado. Ora, temos uma legislação que mudou até mesmo o vocabulário… “menor não comete crime e sim ato infracional”; “menor não pode ser preso, mais apreendido”, palavra até então, somente usada para objetos. Se acreditarmos que os crimes praticados por menores é fruto de problemas sociais, então por vemos tantos e tantos menores das clases mais bem favorecidas, envolvidas com Delito. Participei certa feita de um congresso sobre segurança pública, em que um Juiz da Infâcia e Juventude do Meu Estado, RN, se vangloriava por ter “recuperado” um menor, que só crimes de homicídios, já havia cometido Doze, é isso mesmo… Doze, e aí não estamos falando do Furtos, Roubos, etc. Este é o país da Hipocrisia, tentem explicar para os familiares dos falecidos, que foi uma vitória para a sociedade, esse menor ter sido recuperado; quando a que seguindo outra linha de raciocínio, antes, ele tivesse ficado preso, e tivessem jogado as chaves fora, no máximo, após o segundo crime, aí sim, teríamos evitado o choro de Dez outras famílias. Sinceramente… este País, não é um País Sério!

  48. Infelizmente a situação do menor infrator no Brasil é muito complicada. A criança necessita realmente de um apoio disciplinar e emocional em sua fase de crescimento, mas isso muitas vezes não pode ser feito devido a várias condições precárias familiares. As Leis também deveriam ser mais severas e mais exigentes. Até o momento podemos ver diante do fato criminal cometido pelo menor mais proteção do que punição ao infrator.

  49. Gente! estamos esquecendo o conceito de família,na época de nossos pais e avós havia mais respeito dos filhos para com os seus pais.
    Com relação ao caso de 07 de fevereiro de 2007,o brasileiro tem que aprender tomar atitudes de revouta sem necessitar que o caso fique na mídia por semanas.

  50. Infelizmente nos deparamos com situações em que desacreditamos nos esforços feitos por todos os agentes sociais, sejam de natureza fisica ou juridica, publica ou privada. Parece que estamos criando cobras para depois nos morder e se morderem. Porém os valores sociais são ameaçados em razão da banalidade ao crime e à violência, pela própria mídia. E as referências sociais são muito poucas, quando nem chegamos a vê-las no nosso dia-a-dia. A justiça é transmitida em “preto e branco” enquanto que, para a injustiça, sobram artistas que a produzam em cenas de precisão e alta definição. A solução está em tornar os meios de comunicação, primeiramente, em instrumento de educação levando a sociedade a ter simpatia pela ética e pela virtude. Não precisamos Robby Hold’s, é assim que olhamos para os nossos filhos quando entra no crime. O Brasil não sabe usar a arma mais infalivel contra a má formação social, a informação e a educação. Não podemos atribuir o crime e a violência à degradação social, à injustiça social, pois existem paises pobres cuja população não empreita para o crime e a violência. A cultura do Brasil tem que ser requintada por leis mais rigidas, por qualidade nos serviços públicos, punindo severamente os infieis representantes do povo e preocupando-se sempre com a estrutura familiar.

  51. Na minha opnião, o fator contribuinte para criminalidade, e a falta de investimentos, por parte dos Estados, em progrmas de prfissionalização dos jovens.

  52. Como conseguir uma receita para a lapidação de um filho?
    Filho este obediente, carinhoso, creio que no seio da familia será um local ótimo de interação entre pai ou responsável com o menor, tendo a familia o dever do ensinamento de viver e sobreviver neste mundo desigual, onde o bem seja ministrado de forma realista e nunca deixar de alertar sobre o mau, ao entrar na adolescência o menor ja possui dicernimento e a vontade de conhecer coisas novas, que ja estam na flor da pele, tentações borbulhão, então se a familia que é considerada o pilar na formação do carater de uma pessoa, e que esteve sempre presente o adolescente ira se comportar como alguem responsavel, porém se o oposto estiver acontecendo a criança ou o adolescente se tornara um escravo do descaso da própria familia e da sociedade.

  53. infelizmente o menor infrator não tem estrutura familiar e quando entra em uma fundação casa sai pior do que entrou pois encontra com pessoas interna piores que ele.

    • Marcos Antonio de Albuquerque
      Os colaboradores da Conceitos Brasil agradeçe a sua atenção em nosso blog!
      Conceitos Brasil nosso blog, seu conceito!

  54. gostei do texto, ele toca na ferida da causa que provoca o adolescente a praticar tal ato delituoso, responsabilizando, não só o Estado , mas também a família, pois todas essas responsabilidades seguem uma hierarquia por que quando a família falha, a escola tenta complementar o papel da familia, mas quando falham os dois a responsabilidade, cai em cima do poder coercitivo da polícia. Iinfelizmente quanto a nossas políticas públicas, elas só se interessam em investimentos de retornos imediatos, sendo que investir em educação e bem estar social são investimentos que tendem a ter retornos futuros para a nação, porém retornos cuja base pode ser indestrutivel.

  55. O que o Brasil esta fazendo a respeito disto?
    Promovendo festas de carnavais, e empurrando boca a baixo através da mídia, para gerar a falsa impressão de “um povo alegre”. Alegre e putanheiro, diga-se de passagem.
    É isso o que esse povo quer!
    Politica de pão e circo. Se tiverem festas e futebol, só vão se importar com este tipo de problema, quando forem vitimas.
    E assim seguem suas vidas sem sentido.
    E nossos jovens? Estão lutando para sobreviver. Sim, lutando contra a facção rival que quer tomar o seu ponto de tráfico.
    Um abraço a todos.

  56. Acredito que tem muitos meios que podem influenciar para que haja uma diminuição considerável na participação de menores infratores em ações criminosas, dentre elas esta a participação mais próxima dos pais na vida dos seus filhos, apartir do momento que os pais tiverem um controle de seus filhos tanto na escola, dentro de casa e até mesmo das amizades, haverá uma consideravel diminuição desta contribuição maciça dos menores infratores no mundo do crime, em que os mesmos são usados para acobertar muitos atos ilicitos praticados por maiores de idade, deixando se estender cada vez mais a impunidade em nosso meio.

  57. A violência envolvendo menores de idade, é um problema que assola a humanidade de forma desenfreada.
    Não sei exatamente onde está culpa: se na família ou na sociedade. Mas o fato é real e necessita de medidas urgentes para amparar tantos jovens vítimas da violência, muitas vezes impostas por terceiros.

  58. Existem inúmeras variáveis que influenciam no comportamento humano, contudo, não podemos descartar a natureza do ser humano para o bem ou para o mal.

  59. O maior problema hoje para a sociedade consistem em dois, seria as drogas e os menores. As drogas estão incontrolaves, os menores caminham para isso, por que? Os valores morais, o respieto pelas pessoas acabaram, quando digo que acabaram, é de uma forma geral, é claro que exisrem pessaos que respeitam as outras mas é minoria, como os menores terão exemplo se a maioria da sociedade não pratica o respeito. Esse é o nosso começo do problema.

  60. Embora o Estatuto da Criança e do Adolecente seja uma ferramenta no direito do menor infrator, ocontrole de natalidade,ações sociais educativas mais efetivas, para que a responsabilidade paterna seja de uma forma orientada, assistida por org. governamental ou org. não governamental. Sobretudo educação, esporte, lazer, para se mantenha ocopada em algo construtivo, .

  61. Realmente,a família é a base de toda a formação educacional de um ser humano.Por isso,a formação hipocrita destinada aos adolescentes tem refletido nas atitudes dos mesmos diante da sociedade,visto que a palavra convense ,mas o exemplo arrasta.

  62. falar em lidar com o adolescente é muito complicado nunca se sabe o que se passa pela cabeça do mesmo.não adianta falar que isso ou aquilo está errado ele vai continuar fazendo, m
    esmo sabendo que vai lhe prejudicar no futuro. não temos como fazer uma fómula para resolver essa situação e as demais que assolam nosso pais.

  63. Na minha opinião nosso país não faz nada para mudar essa situação.Eu como guarda municipal, procuro fazer a minha parte.Ex: conscientizando os jovens a ficar longe das drogas, e procurar ocupar o seu tempo vago com esportes e lazer,assim o seu futuro seria promissor e conviveria com a sociedade garantindo cada vez mais uma vida melhor.

  64. Quanto à formação do caráter de uma criança, muitos aspectos devem ser observados, é lógico que os preceitos basilares serão sempre construidos no seio familiar, uma vez que lá a criança inicia o processo das descobertas que irão permear sua vida, é como se diz, somos fruto do meio em que vivemos, no entanto, não menos importante, estão as demais circunstâncias que irão sendo anexadas ao processo de construção do caráter.
    Após o início da idade escolar, a criança passa um tempo razoável ausente de seu ambiente familiar, assim sendo, outros elementos passam a fazer parte de seu cotidiano influindo também na nossa formação, conforme ficou claro no texto apresentado, quando aponta a problemática do contraste entre o costume da família e as exigências do grupo ao qual a criança passa a fazer parte, daí a importância de regras bem definidas que direcionem o aprendizado para o bem, haja vista que a falta de tais regras condena o aprendizando em formação à vagar pelo universo de oportunidades ao seu redor, como um astronauta que se perde de sua nave, sem ponto de referência, sem apoio.
    Vivemos nos dias atuais a antiregra da sociedade, “é proibido proibir”, o desregramento outrora pregado por muitos que hoje estão em posições de governo, sob o pretexto de liberdade, nos trouxe muitos prejuízos.
    É claro que o controle excessivo é tão prejudicial quanto a sua ausência, no entanto deve-se encontrar um ponto de equilíbrio.
    Até meados do ano de 1986, nas escolas haviam duas matérias que julgo importantíssimas para a formação do caráter social, são elas Educação Moral e Cívica e OSPB, que davam ao aprendizando um norte moral e ético, é claro que os padrões de moral e ética, se alteram de grupo para grupo, no entanto, em se tratando da organização de uma nação, tais premissas não podem ser voláteis, sob pena de sermos condenados à estagnação, já que assim, não teremos uma mentalidade de nação como um corpo, é o cada um por sí.

  65. No meu entendimento o problema de adolescente problemáticos, vem em primeiro lugar dentro da família,pois, entendo que a família é a base para a formação de cidadãos direitos e em seguida o Estado que quase sempre deixa de criar políticas sociais que beneficiem as famílias de baixa renda. Políticas Sociais não pode ser confundida em dar esmolas e incentivar o menos favorecido a ganhar sem buscar sua melhora dentro da sociedade.

  66. apartir do momento em que as pessoas não mais valorizam os compartamentos morais tende a desprezar o seu proximo mas cobra do mesmo que os volarizem. os valores morais de um cidadão quando são respeitados da a ele uma sensação de poder. o poder é cubiçado entre crianças e adultos, esta é a causa

  67. O futuro de qualquer naçâo está nas mâos dos jovens e é necessário que todos se conscientizem disso para que possamos construir um país mais justo e solidário.

  68. No Brasil o menor não comete crime e sim ato infracional. Sabemos, também, que vários são os fatores que levam um menor a praticar um ato infracional. dentre outros podemos citar: poder aquisitivo dos pais, a própria questão cutural e assim por diante. è necessário esclarecer, que as diversas forma de resocializar o menor infrator, não tem surtido muito efeito, tendo em vista que, o menor não consegue a sua plena recuperação e sim muita das vez no retorno ao convivio da sociedade pratica delito, ainda maiores. Se faz necessário desevolver uma melhor maneira de resocialização para que não aumente o número de deliquentes no futuro.

  69. esta é a reslidade que precisamos encarar para, ter consciência das dificuldades enfrentadas, em um asociedade cheia de preconceitos em que os valores morais e éticos se encontram muito desgastado. Gerando uma crise de consciência do certo e errado.

  70. O que acontece é um jogo de empurra empurra,a sociedade cobra as autoridades, que cobra da sociedade uma solução para esses acontecimentos que repercurti mundo afora.é preciso que se discuta de forma mais eficaz e urgente meios de conbater essa infeliz realidade.

  71. A violência é um mal que assola nossa sociedade de maneira devastadora, principalmente porque atinge a base da estrutura de uma sociedade, que são as crianças. Caso não se realize um trabalho de educação realmente eficaz, condenaremos nossos filhos a um futuro cruel e desumano.

  72. Acredito que a resposta esteja na família, na escola, na educação, na presença de DEUS.
    É claro que o meio influencia, mas se a educação familiar for “forte”, “firme” nas suas colocações, ela vai se sobrepor aos conceitos da “turma”, o grande problema é que em razão da situação socio-economica do País e mais ainda, da desagregação familiar, “crianças criando crianças”, pais e mães solteiros, nossas crianças acabam passando mais tempo com a “turma”, e por vezes, perdem a noção do que é certo e do que é errado, e como diz o escritor PAULO COELHO, no livro “BRIDA”, acostumam-se tanto a fazer o “errado” que acabam por acreditar que é o “certo”.
    Nós temos que ficar mais perto das nossas crianças, orientá-las…o AMOR associado a dedicação e a educação são as respostas, no meu descabido entendimento…

  73. Embora não seja eu autor de grandes textos lidos e criticados por críticos renomados, na minha doce “ignorância” diria que o autor do texto deixou de comentar algo muito importante nos nossos dias, a questão do exodo rural, que vem tirando muitos jóvens e famílias inteiras das regiões interioranas onde vivem para tentarem uma vida nova. Talvez quem sabe traçarem caminhos nunca antes vistos, então são sugados brutalmente pela feroz competitividade das grandes cidades brasileiras, deixando o campo deparam-se com animais, “canibais” que comem tudo que encontram pela frente.
    Cria-se então um grande dilema, em quem confiar nas autoridades que não se preocupam em nada com a sociedade, nos traficantes que estendem sua mão amiga, e cobra dez vezes mais e depois a própria vida como escudo de atrocidades. Na realidade quem são os mocinhos destes tristes quadrinhos, a sociedade acredito eu que não é capaz de discernir sobre o bem e o mal, ou raso ainda sobre o certo e o errado. A timidez dá lugar ignorância brutal, a sensatez à incompreensão por tais acontecimentos que muitas vezes os jovens pobres não querem aceitar, pois buscavam dinheiro e encotraram um presídio, e para onde ir? para onde fugir? se o “mato” se tornou infrutífero nas suas mentes e a cidade um pesadelo constante, a realidade infernal e animal, que muitas vezes não era encontrado nos animais nativos de sua antiga região.
    A solução seria investir no local onde mora o interiorano?, seria melhorar a educação ?, quem sabe ministrar cursos anti-drogas, mas isto nunca descobriremos pois as grandes populações de pragas e gafanhotos estão no Senado e nas Assembléias legislativas do nosso Pais. O mais certo de tudo é gritar : “ò DEUS POR FAVOR NOS SALVE E NOS LEVE EMBORA DESTE VALE DE LÁGIMAS.”

  74. Penso que diferente do que sugere o título, ou gancho desta reportagem, acredito que o mundo está nas mãos dos homens de boa vontade; Nem tanto nas mãos dos violentos. Acontece que ha poucos, pensando no mundo como um todo, e sim de nariz colado ao seus interesses particulares. O Menor Infrator, como citado na mensagem, é a maior vítima da sociedade, começa no seio familiar, a rejeição, depois corre para o abraço daquele que delínque. Não temos que culpar o menor, nem achar despulpas no Mau, mas acreditar que um com Deus é maioria, e assim, nos fortalecermos como agentes da paz e cidadãos do bem.

  75. Concordo plenamente, que há um certo despreparo dos pais em educar seus filhos.A primeira educação vem de casa. E a educação fornecida pelo governo não é satisfatória, ao ponto de estimular, excitar, e segurar a atenção do adolescente.
    Poderia ser uma solução o tempo integral nas escolas.

  76. Ter uma família unida , ser educado com princípios de moralidade e respeito ao próximo , se tornar sensível com os problemas sociais e desenvolver politicas de educação , saúde e segurança , visando o bem estar de todos . Certamente essa pessoa seria um grande politico .Falta vontade politica em nossos governantes e o principal ” Amar seu próximo assim como a si mesmo”.

  77. A Biblia ensina o melhor padrao de vida que uma pessoa pode viver.Uma vida aceitando a jesus,e seguindo seus passos ,pode ajudar as pessoas a criarem seus filhos, porem, não é só de espirito santo que se vive. Temos que dar aos nossos filhos.Mais dedicação.Muitas pessoas trabalham demais para manter suas futilidades, não priorizando aquele que é sua responsabilidade. Dão preferencia a promiscuidade sexual, automovéis, roupas, ou seja, a um estilo de vida que não atende as necessidades das crianças. Deixando assim que o mundo os crie.
    Também, não podemos esquecer do”ser humano podre” que é aquele que ocupa um cargo politico para seu proveito superfluo e não permiti que o capital recolhido com impostos seja investido em sonhos e realidades das pessoas que, por sua vez, ficam sem perspectiva de melhora. já que a maioria dos menores infratores são pobres, possuem pouco estudos, como seus pais, que esperão que o ensino publico falido eduque seus filhos.
    Resumindo: mais educação,para que possam ter melhores empregos, com melhores salarios e menos carga horaria, assim , terão mais tempo para ficar com seus filhos e tenham a responsabilidade de dar atenção a esse filhos e acompanha-los nos crescimento e dar exemplo de dignidade e amor ao próximo. Infelizmente, para isso os representantes do povo no congresso nacional tem que desligar a máquina de roubar dinheiro.Como isso não vai acontecer, viveremos no fim dos tempos, já que no congresso nacional Deus não pode entrar, porque não é convidado. Mas o diabo esta sempre lá, quando os malditos aparecem para trabalhar.

  78. Em relação ao que está acontecendo, acredito que Um dos grandes fatores que leva o menor a optar pelo mundo do crime é a falta da presença dos pais, bem como a falta de estímulo nas escolas públicas, portanto, grande parte dos problemas que desestimulam os menores está no seu meio familiar e também no meio socioeducacional.Sendo assim, Para haver uma solução ou mesmo uma redução a esse respeito é preciso que os pais se conscientizem dos seus papéis junto a sua família.

  79. Passamos por um momento muito dificil, mundialmente falando, é só reparar nos noticiário e ver a grande crueldade praticada muitas vezes por menores.

    O que falta, ao meu entender, é uma maior educação e concientização das pessoas com relaçao
    ao verdadeiro sentido da vida. Temos que ter maior respeito com nossos semelhantes.Temos que mudar os parametros de convivencia dos seres humanos , senão nosso futuro sera desastroso.

    Temos que reavaliar nossos conceitos Mundialmente falando , temos que mudar antes que seja tarde.

  80. É uma realidade brasileira cultivada por décadas de descaso com a cultura e a educação das crianças e adolescentes. Faz-se necessário que sejam criadas novas formas de abordagem nos níveis básicos e intermediários de ensino e haja uma maior responsabilização dos pais no que toca as ações dos seus filhos.
    Um texto elucidativo.

  81. Acredito que o desenvolvimento do menor adolescente tem tudo haver com os pais. Eles são preponderantes para o seu caráter. Todavia, os filhos adiquirem uma característica própria, lembro que as vontades afereciadas, e a falta do não, envolvem e muito nos seus atos. Mas, a personalidade é própria. O jovem é que determina seu futuro, ele não anda próximo o tempo todo com seu genitor, e sua prole é obrigada a ter opiniões e atitudes acertadas. Diante disto, a má conduta do menor infrator envolve todo um conjunto de estruturas, família, estado, que quando erram, deliberam aquele brilhante futurista, estudioso, num marginal, irresponsável fruto da má educação, entretanto torno a resaltar: Ele já nasce com sua personalidade formada, e seu distino traçado. Então, se educado, não necessariamente se tornará num advogado, por exemplo, mas a probabilidade dele ser um advogado corrupto é relativa ou menor.

  82. O problema não está somente nas escolas, nem só no meio familiar. O que ocasiona o alastre de menores envolvidos em crimes é a falta de compromisso dos que tiraram dos pais a rsponsabilidade de disciplina dos filhos. Sou de uma familia de sete irmãos, posso dizer que não fui beneficiada por esse sistema, dou graças as palmadas da minha mãe, quando precisei, ela estava lá para me disciplinar, sem medo da repressão pelos direitos humanos ou outros similares. Mãe viuva, empregada doméstica,mas de muita fibra educou todos os sete filhos, e nenhum virou marginal.

  83. Com a certeza de que a fornação do caráter de uma criança depende de muitos fatores que a influenciam ao desempenharem seu papel na sociedade, porém ao serem confrontados com o que lhe parece “certo” ou “errado”, levando-se em conta a opinião da maioria, que quer que o ambiente seja o mais agradável ou ameno, ela faz a sua opção, de transgredí-la ou apoiá-la. Vejo que também pesa nas atitudes da criança os exemplos dados não somente(principalmente)pelos pais, mas também exemplos de homens como “juízes” que se corrompem, desviam dinheiro dos aposentados; advogados em conxavo com o crime que se mostra organizado; e tantos outros.. policiais, professores, empresários etc., fato é que decisões são tomadas, e geram conseqüências. Vejo a necessidade de uma estrutura que forneça desde a mais tenra idade, conceitos de valores, ideais, algo que trabalhe o homem por completo, o homem por dentro e por fora. “O homem não está completo somente quando tem algo para comer ou quando tem um lugar para dormir”, o homem é muito mais complexo.

  84. O menor infrator passa se um problema social de âmbito nacional e não só regional; não devendo ser resolvido pelos Governos estaduais apenas. A sociedade necessita de um planejamento, em âmbito nacional, aprofundado nas questões sociais, qual seja, de início uma reestruturação educacional. Possibilitar a todos o acesso a uma educação digna e voltada para a conscientização e valorização da criança e do adolescente como seres pensantes que são, pode ser o caminho que levará à sociedade a vislumbrar uma posição mais favorável aos que ,hoje, estão à margem da sociedade. Não é possível falar em solução para a criminalidade entre crianças e adolescentes sem considerar a Educação como fator principal ao resgate desses jovens. Política de repressão e combate à criminalidade, apenas, não será SUFICIENTE; na verdade poderá pretender dar uma solução paliativa a esse que é um dos nossos grandes problemas sociais. Um planejamento de política social sério sempre deverá levar em conta a inserção dos jovens marginalizados na sociedade;mas não como estão e sim promovendo um resgate de valores sociais perdidos diante da fome, da miséria, da violência, do descaso e do esquecimento dos governantes de nosso País.

  85. Somente com a união de todos é que poderemos tornar o Brasil um país diferente,e não somente nos intocarmos em nossas ações e pensamentos,esperando que outros se manifestem;no que concerne a educação e o tratamento das crianças e jovens.

  86. O texto é interessante e mostra a criminalidade e a adolescência. Isto é uma fonte de conhecimento, informação e espaço para a discussão de alternativas, saídas e soluções.

  87. A sociedade vivencia hoje, o que foi plantado anteriormente, os movimentos estudantis, os hippys, a liberdade confundida com liberalidade, a falta de diálogo entre pais e filhos, de confiança quebrada, de falta de carinho, amor e respeito, de bons exemplos não só dentro como fora de casa, saber responder 3 perguntas básicas, onde esta meu filho? com quem? e o que esta fazendo? Se pudermos responder isso, teremos bons filhos e bons cidadãos prontos para o mundo em sociedade.

  88. Isso é um grave problema social do nosso país ; devido a muitas coisas que vem da falta de planejamento dos nossos governantes aonde falta emprego,saude , moradia ; no contexto geral todos temos a nossa parcela de culpa …

  89. Entendo todas as afirmações dos especialistas das possíveis causas de tais comportamentos, a sociedade, a família e para mima a principal, a educação, todos com certeza comtribuem para a formação do carater dos nossos jevens. Porem é necessário que fique registrado que na vida todos os seres humanos escolhem o caminho que querem trilhar. não podemos a todo momento colocar a culpa em terceiros pelos nossos erros. cada ser humano é responsável e somente ele pelos seus atos.
    Para mim outro fator que tem contribuido para esta realidade do menor é a impunidade, violência se combate é com justiça séria, correções.

  90. A violência em nosso país está cada vez mais avançada, filhos se drogando, cometendo crimes bárbaros, ou seja, parece que não há mais controle. O que nos choca também, além da violência, é idade desses jovens que nem completaram a sua maioridade, contudo só nos resta junto das autoridades competentes tentarmos combater essa criminalidade que assola o nosso país com medidas sócio-educativas mais severas para que o menor infrator tema mais à criminalidade e futuramente não se envolva neste mundo tão cruel que é a VIOLÊNCIA.

  91. falar dos problemas é fácil, agora encarra-los como sendo um problema do brasil é outra situação, precisamos ter atitudo, a situação na minha percepção não ´deveria ser tão dificil como nos enxergamos no no Brasil, temos que descobrir a causa para que nos possamos realmente abolir a questão do menor inflator, agora precisamos estar unidos e combater os corruptos.

  92. Considerando o modo de viver dos adolescentes nos dias de hoje, recheados de novas tecnologias, numa sociedade consumista e omissa, e como agravante, a “ausência” proposital dos pais (porque educar dá trabalho),ainda assim, não enxergo o pior. Se cada um de nós, nos empenharmos em resgatar os valores morais e éticos aprendidos no seio de nossas famílias e tivermos coragem de colocá-los em prática…AÍ O MUNDO COMEÇA A SER MELHOR.

  93. A LEI NO Brasil tem que ser Revista .Pois esta
    utrapassada,os codigo penais e leis.A DESIGUALDADE SOCIAL.
    EM TODO MUNDO SO FICA PRESO POBRE E NEGRO.
    OS POLITICOS E GOVERNANTES.DEVERIA INVESTIR EM
    EDUCAÇAO E SAUDE.SABEMOS QUE O POBRE CADA VEZ Mais pobre,e o rico cada vez mais rico.

  94. Gostaria de fazer a seguinte observação. Que a medida em que a sociedade promiscua e libertina, a mídia, de uma maneira geral, fazem questão de destruir instituições seculares que fazem parte da fundamental formação do individuo como: A Familia, a Igreja o temor a Deus.uma pergunta. A quanto tempo se deixou de ensinar as crianças dentro dos lares o que é verdadeiramente o Natal, a Páscoa e etc…
    Só se pensa no capitalismo, no consumismo e na promiscuidade. E agora ninguém quer colher os monstros socias que se formam dentro dos lares e ai vem aquelas perguntas hipócritas o que está acontecendo?

  95. Não existe criança culpada, a culpa de forma geral é da sociedade que contribui para a falta… todo adolecente acima de 15 anos (negrito meu) deve responder pelas falhas que comete, porem deve ter tratamento e diferenciado a de um adulto (tipo de pena, local de pena, e condições tambem distintas…) e que tudo isso conste em sua ficha da mesma forma com consta para os adultos…

  96. NA MINHA OPINIAO, A IMPOTENCIA DOS PAIS PARA EDUCAR E REPRIMIR OS FILHOS, NO CASO DELES PRATICAREM ATOS DE DESRESPEITO E PEQUENOS DELITOS NA INFANCIA, POR CAUSA DO “ECA”, FAZ COM QUE ELES PRATIQUEM TODO TIPO DE DELITO NA ADOLECENCIA, POR INCENTIVO DE CRIMINOSOS ADULTOS QUE OS INSTIGAM AO CRIME POR SEREM INIMPUTAVEIS CRIMINALMENTE, CONFORME O “ECA”.
    NO CASO O CHAMADO ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLECENTE, “ECA”, É O PIOR CRIME QUE O ESTADO PRATICOU CONTRA AS CRIANÇAS E ADOLECENTES, SEUS PAIS NAO TEM AUTORIDADE PARA CONTE-LOS E ESTAO DIARIAMENTE MORRENDO E MATANDO NAS DROGAS E NO CRIME, GRAÇAS A IMPUNIDADE QUE CHAMAM DE GARANTIA DE DIREITOS, SE PELO MENOS O ESTADO TIVESSE CAPACIDADE E COMPETENCIA PARA BEM EDUCALOS, MAS SE NAO TEM, PORQUE TIRAR A AUTORIDADE DE QUEM O PODE QUE É OS PAIS, COM CERTEZA, A PUNIÇAO DE UM PAI PODE SER UM POUCO DOLOROSA NO MOMENTO, MAIS COM CERTEZA PODE SER A SALVAÇAO E O GERADOR DE BOM CIDADOES, RESPEITADORES DAS PESSOAS E DAS AUTORIDADES.
    EM FIM, O QUE EU QUERO DIZER É QUE ACHO QUE OS ADOLECENTES ESTAO MORRENDO E MATANDO POR CONSEQUENCIA DO “ECA”.

  97. Toda a sociedade, e o sistema tem que parar e repensar na questão social e tomar atitudes que venha de encontro com o enjeso da própria sociedade, porque o tempo todo ela, esta sendo vítima, de forma mais brutal possível.

  98. Meu comnetário foi limitado, pois pensei que não fosse ser enviado a este blog. O texto foi muito bem escrito. Parabéns. Se as crianças menos favorecidas estiverem alimentadas, terão saúde para estudarem. Com isso, futuramente, estas crianças terão formação correta, eis que não foram criadas por criminosos. com formação correta, com pelo menos um emprego digno, poderão transmitir valores corretos aos filhos.

  99. Estou no 8º período de Direito e preparando um trabalho sobre a Co-culpabilidade do Estado, Sociedade e Família(princialmente os pais), na ausência de programas e incentivos para que mesmo vivendo em meio propício o menor não seja levado por esse meio e iniciar o caminho ilicito. Já que há ´perfil que facilita a absorção do meio. Esta Co-culpabilidade leva o menor a se individualizar e a omissão dos pais, sociedade e Estado no apoio leva o menor a criminalidade.

  100. informo que apesar de alguns jovens terem
    opotunidades e não aproveitar, na minha opinião
    o pais está precissando mais educaçao e investimento em lazer para as classes menos
    favorecidas

  101. Embora seja um texto um pouco longo, mostra a realidade. Gostei de saber que ainda existem pessoas sérias, que se preocupam com nossas crianças. Infelizmente, hoje os jovens só querem se casar para sair de suas casas e esquecem que filhos é para toda vida, não importando a idade que terão, serão sempre Filhos, e que precisam da gente.

  102. Menores Infratores – um problema de todos

    Esse é um assunto em que todos opinam, mas ninguém se propõe a resolver. Enquanto emitem suas teses, o problema se acentua.

    No entanto, não sejamos ingênuos a ponto de achar que a delinquência infracional possa ser extinta em sua plenitude. Mas seria rasoável admitir que a maioria desses infratores pode ser recuperada através de políticas sérias e compromissadas – especialmente pelo governo – o que não acontece.

    Vários seguimentos e poderes sabem como enfrentar e resolver parte do problema.

    Experiências consolidadas existem desde o início da década de noventa. E dentre os maiores responsáveis, o governo, sebem muito bem. Desde àquela época, pesquisas indicavam que internos em unidade com até quarenta menores, o aproveitamente nas atividades propostas e de didáticas educacional e cultural chegavam a cem por cento – enquanto que nas unidades convencionais (algumas com mais de mil internos) chegavam – quando muito – a trinta por cento. Além disso, ficou provado que o custo por interno fora reduziado à metade – mas o governo nunca deu a mínima.

    Mas somente essa iniciativa não seria ainda suficiente, pois essa deve ser extensiva às família face a desestruturação familiar.

    Parece-nos que tudo que é positivo não causa interesse e tampouco compromisso.

    Enfim, enquanto a sociedade e os poderes constituídos não adotarem políticas de combate ao sentimento de impunidade; desestruturação familiar; ao assédio e as benesses oferecidas pelos criminosos e agora pelas facções; a covardia e o preconceito do governo e da sociedade – que agem como se o problema não tenha advindo de si mesma, infelizmente, nunca será, se quer, remediado, quiça, minimizado.

    Enquanto perdurar essa política que ousa apenas mudar o nome das fundações – como tem ocorrido – de FEBEM para CASA, ou CASA para FEBEM, a gravidade certamente se acentuará…

  103. Concordo com as soluções citadas acima, mas, também acho que falta também a formação Religiosa a essas crianças , que deve ser passada pelos pais.

  104. Ha uma enorme distância em socializar e punir o menor, e ao contrário do que as autoridades pensam, tem que fazer uma reformulação geral nas leis, na educação de pais para com seu filhos e na educaçao escolar, pois a lei de diretrizes e base do ensino tira todo o direitos do professor, o qual é apenas uma figura na sala de aula

  105. Essa época em que vivemos reflete uma situação em que a ética comportamental está completamente em descrédito . Isso vem nos mostrar que o que é ensinado, não condiz com a realidade. Mesmo que tenhamos uma orientação adequada em casa,teremos na rua situações que influenciarão em nosso comportamento de forma negativa amoral , o que causará um conflito se realmente vale a pena ser ético ou não. E a resposta ficará a critério de cada um.

  106. Sou a favor da punição, desde que venha acompanhada de uma reeducação. Adolescentes precisam entender que estão sendo punidos pelo que fizeram e nao por que a sociedade assim o quiz. Deve entender que tudo de errado que tenha feito havera punição, e nao desejar mais esta situação.
    Assim a oportunidade será bem aceita por eles, oportunidade de aprender alguma profissao, estudar novamente, participar efetivamente de tudo que faz bem ao ser humano, acompanhado sempre de um orientador.

  107. Acredito que todos os cidadãos sem restrição deveriam dar exemplos, estudar o assunto, dar sugestões. O que o jóvem faz e reflexo da sociedade adulta.

  108. adolescente(individou passando por transformaçoes)é adolescente, e deve ser tratado como tal, mas bandido(menor infrator)travestido de adolescente é bandido (não tem idade)e deve ser punido como de acordo com seu crime, chega de romantismo ideologico e hipocresia social, pois é devido a posições demagogicas de entidades “protetoras” dos “direitos humanos” que a bandidagem vem “fazendo a festa”.

  109. Adolescente(individou passando por uma é adolescente e deve ser tratado como tal, mas bandido(menor infrator) travestido de adelescente é bandido e deve ser tratado como tal, chega de romantismos ideologico e hipocresia social, pois é por isso que a bandidagem vem crescendo.

  110. Na escases de alimentos e com tantas terras improdutivas no nosso Brasil,o nosso presidente poderia criar nao um campo de concentraçao mais um presidio em grade areas de terras onde estes detentos pudessem ao ives de estarem fazendo rebelioes e dando despesas ao pais fosse plantar alimentos, alimentos esses que irria ajudar outros mesmos jovens a não presisar roubar para se alimentar na falta de emprego,que alias e outro problema gravissimo e assim por diante….

  111. Felizmente ainda há solução para esse e outros problemas enfrentados pelo nosso Brasil, mas para que ações como as que prega o ECA surtam os tão desejados efeitos faz-se necessário o empenho de todos; governo, sociedade e família.
    O governo entraria com a infraestrura e o financiamento; não é somente repassar verbas mas distribuir melhor os recursos como por exemplo aumentar mais ainda o bolsa-família, dando emprego aos pais; transformar os espaços de recolhimento atuais em centros de treinamento, oficinas mecânicas, corte e costura para as jovens, oficina de informática etc., durante o tempo em eles estivessem detidos. Aqueles que não quisessem estudar ou memso não pudessem, pois há casos de retardamento mental em muitos deles, esse tipo de escola entraria diretamente na parte prática com aulas de modalidades esportivas, floricultura, ortifrute granjeiros, criação de abelhas e por aí vai…, o país está perdendo gente que poderia contribuir ocm o crescimento da sociedade. É tão óbvio! A maioria comete crime por que lhe negaram as oportunidades, já está comprovado, a exemplo de cidades do interior de Minas que usaram desses meios e conseguiram diminuir a reincidência nas infrações legais para 4%, feito antes impensado. Temos que acreditar que se trabaslharmos juntos, sem demagogia, sem corrupção e sem interesses políticos, as coisas funcionam.
    A sociedade( imprensa, ongs e órgãos do governo, empresários etc.) entraria com a fiscalização e apoio, não adiantaria nada ao jovem se esforçar e na hora em que ele mais precisa que é ter obter o emprego, esta lhe vira as costas. isso representaria a quebra de toda essa corrente e poria fim em todo o esforço até então feito.
    A família, essa sim é a base de tudo, se não houver investimento na família, todo os esforços serão em vão. portanto os pais seriam acompanhados periodicamente por equipes muldisciplinar; assim como os menosres ora recolhidos; seriam assistidos por piscólogos, assistentes sociais, médicos, etc…, com o foco no bem estar, pois se família não vai bem como criar bons filhos? Daí a necessidade do investimento na base familiar. Só assim mudaremos esse triste quadro que se desenha na sociedade brasileira, mas calma, não vamos nos desesperar, se nos empenharmos encontraremos soluções para esta e outras questões.

  112. A Democracia brasileira está 30 anos atrasada.Debate-se fundamentos que estão longe do óbvio.Nos Estados Unidos; prisão é para pagar pelo delito q o infrator cometeu;delito leve, pena leve;delito grave pena maior.
    Pois no Brasil,a Mídia propositadamente promove debates sobre recuperação nos presídios brasileiros ou seja;uma corrente de pensadores voltado para a impunidade sugere penas alternativas para grande parte dos delitos, sendo assim a cadeia, ou seja a reclusão, foge da principal finalidade que é isolar o infrator da sociedade, resumindo, cadeia não foi feita pra recuperar bandido, mas sim pra que ele pague e bem pago pelo delito cometido.
    Os Estados Unidos chegaram a essa conclusão a 30 anos atrás, e nós, será que algum dia conseguiremos desenvolver nossa mente a tal ponto de descobrir o óbvio? ou será que conveviremos mas cem anos por influencia da midia brasileira burra ditatorial intencional? nos empurrando por guela abaixo e com areia, que; quem vive a margem da lei tem que ter tratamento(vip)com pena alternativa.
    Em um País sério ja mais existirá um (ECA),ou seja, no minimo `haveria uma consulta popular para debater sobre uma lei tão absurda, que é dificil de acreditar que Juristas bem intensionados tenham participado da criação da mesma.

  113. oi, trabalho no sistema prisional, presidio feminino e a maioria das presas, ja tem passagem pela caso da menor adolescente, elas gostam de enfrentar a lei, gostam da sensação de perigo que o ato proporcionar a elas, mas quando passar a euforia, quando se dao contar que nao podem mais ir e vim quando sentir vontade, algumas precisam de aconpanhamento psicologico,a maioria vez de familia com baixa renda, com o minino de 2 filhos e marido preso, a nossa politica social esta longe de identifica a causa concretar do indice de criminalidade entre os adolescente, meu namorado e diretor da casa do menor infrator e quando estou la com ele observo que os meninos tem um respeito tao grande pelos pais, que e quase impossivel aceitar que crianças tao obdientes a seus pais comentam tantos crimes sem o conhecimento deles.

  114. importanteé a abordagem sobre o assunto, pois os jovens de hoje são os adultos de amanhâ, são aqueles que vão governar o pais. lutar para a melhoria de nossa juventude não é perca de dinheiro e tempo e sim um investimento para nossos filhos e netos como também para todos nossos susessores.

  115. É uma realidade que a cada dia agravar-se mais, visto que em muitos dos casos o Estado não estar contribuindo para que estes jovens tenham um lugar digne, para com isso ocuparem seus lugares na Sociedade, Sociedade esta, que muitas das torna-se excludente, ajudando ainda mais a aumentar o número de menor infrator.

  116. …medidas paliativas não resolvem a problemática, acridito em ações eficazes como: melhor educação, trabalho para os pais, salário e estrutura para as polícia, casas de recuperação adequada a realidade brasileira, mudanças na legislação e sobretudo, vontade política de fazer!!!!

  117. O Brasil ? nada pode fazer! os politicos brasileiros, que se deixaram corromper, o denheiro público em mãos erradas, em cuecas, malas, tornando uma educação fragilizada pelo sistema politico brasileiro, onde só gera violência, funcionarios públicos maos remunerados, a sociedade é quem paga o preço, sendo que a corrupção se tornou o objeto do prazer dos gestores públicos brasileiros, que não mostram na integra o interesse de melhorar a situação do nosso Brasil. Onde possam dar conforto para os brasileiros, chega de violência, queremos “paz!”. A corru~ção nada mais é que um ciclo vicioso, e a violência, apenas é o continuismo desse ciclo, que tem como núcleo a “CORRUPÇÃO”. Não são apenas os menores infratores os culpados! no caso “Isabela” quem é o culpado?

  118. Descobrir realmente a causa que leva uma criança ao mundo do crime é algo muito complexo, pois existém vários casos, que independente da cor, religião e situação financeira, ficaram impunis e sem descobrir realmente o motivo que o levou a praticar o ato criminoso.A solução para acabar ou diminuir essa realidade, está longe de ter uma vitória. Talvés a união dos orgãos Federais, Estadual e Municiapais, seja um bom começo.

  119. O Segredo está em uma família equilibrada, com valores morais, e um sistema de educação eficiente, que incentive a criança a chegar na universidade, transmita valores morais e éticos, e ocupe o tempo ocioso.

    • o pior é quando chega-se em uma universidade,seja ela publica ou privado,eivada de coisas ruins,,,,maconha,prostituição e outros….acho que está tudo errado neste pais desmoralizado..a dilma dizia em seus pronunciamentos ” vou dar prioridade a saúde e segurança”….quando foi esta semana ela disse ” de onde irei tirar dinheiro para a saúde?….quer dizer,há um contra senso dessa mulher que não seio para que veio …é uma excrescência muito grande neste brasil..

  120. Acho que estamos ainda sendo muito omissos com a questão do menor infrator. Creio que uma boa base familiar e educacional garantiria no futuro, jovens promissores. Evitar que o menor trilhe pelo mundo do crime é bem mais eficiente que tentar puní-lo posteriormente por um delito praticado, onde, na maioria das vezes há perda de vidas, e por mais que se faça, nada poderá trazer a vítima de volta. Detenção para quem já cometeu um crime é nada mais que dizer:”faz de conta que estamos nos mobilizando para evitar novos acontecimentos desse tipo”.
    É um consolo à sociedade vitimizada, quando na verdade, deveríamos investir em políticas assistenciais preventivas.

  121. Na verdade , a mídia tem um grande papel na conquista e manutenção da nossa democrácia,em contrapartida, há uma grande disseminação de informações desnescessárias , como:exposição de relacionamentos sexuais,liberdade das crianças e adolescentes em poder fazer tudo que querem , o chamar os pais de vc a falta de censura e controle de horários para tais programas ao invés de colocar um quadrinho informando que o programa é livre, pois nos pais sabemos que é apenas um artificil para um almento do ibope.Sabemos que a mídia quer apenas vender e depende de todos espectadores possíveis. A sociedade em geral tem que abrir os olhos para isso,ou não teremos ética! apenas um capitalísmo desaenfreado.

  122. Realmente ainda não existe uma politica seria em que possamos colocar juntos:politicos,empresários e sociedade como todo,para descutir e buscar uma solução para o problema do menor infrator no Brasil.Lamantavelmente as autoridades só abordam esse tema em “epoca de eleição” Pois virou modismo falar para massa sobre planejamentos relacionados as Áres:Segurança Pública, Educação e Saúde.Porém na pratica isso não acontece e o que vemos é nossos jovens caminhando para o mundo da violencia e das drogas.Precisamos refletir sobre isso e procurar dar um basta a essa situação.

  123. Creio que, a solução para a criminalidade realmente não existe, pois como afirmam certos estudiosos da matéira: o crime é normal na sociedade, porém há muito há se fazer para que marginais, potencias homens de sucesso mudem seu “destino”

  124. Infelizmente essa é a realidade que vivemos, falta no mundo amor, Jesus no coração, hoje em dia pai mata filho, filho mata mãe, é o fim dos tempos, na favela essa realidade é presenciada dia a dia, mas num lar onde reina paz, amor, mesmo que esse lar seja dentro de uma favela, você nota a diferença. A criação é o alicerce para uma integridade moral.

  125. A facilidade de falar sobre o menor infrator é muito fácil,devido a grande incidencia de casos que acontece no dia-a-dia. O difícil é saber a receita certa para minimizar as casualidade. Pois acharmos um culpado é mais fácil ainda, nessa hora vem o Governo,Polícia,Religião e como base a Família que é pilar de tudo isto.

    • Investir na educaçao ,na economia do país,empliar a situação do menor na sociedade,pois os mesmos necessitam de apoio da familia e da sociedade.

    • A juventude nos dias de hoje tem enfretado o nao limite para suas açoes devido aos pais tambem nao terem tempo para a educaçao dos filhos e muitas vezes os menores crescem sem a companhia dos pais que trabalham o dia todo e chega em casa tarde e so querem descansar, deixando para tras um momento de atençao para com os filhos.

    • O grande culpado por esta situação, é a corrupção entre os políticos que os deixam cegos, não percebendo que se fizessem 80% do que lhe é pago para fazer, na area da saúde, educação, segurança e até mesmo na política de todos os municipios, todos os estados e o pais, estariamos em uma situação melhor, alcançando inclusive essas crianças e adolescentes infratores.

    • a cada dia que passa surgem infratores menores de idade, tendo em vista a lei que os ampara e não da nenhum subsidio para que esse menor infrator saia deste caminho ilicito e viva por meios legais perante a lei. as medidas socio educativas que eles cumprem acaba não resolvendo nada pois, colocam eles em pessimas condições e sem nenhum acompanhamento para que este menor viva armoniosamente com a sociedade.

Agradecemos o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s